Projeto Teto Verde

image1

O Projeto

Um dos grandes problemas que afetam os moradores das favelas do Rio de Janeiro são as ilhas de calor e o desconforto térmico, resultado da organização e dos aglomerados das moradias, que em sua maioria, possuem telhas de amianto. Com base nisso, o Teto Verde surgiu em 2016 como uma alternativa para o combate às questões climáticas.   

O projeto utiliza uma tecnologia inovadora de telhados verdes para conferir à residência maior conforto térmico e, assim, garantir melhor qualidade de vida para o morador da comunidade. A técnica, desenvolvida por Bruno Rezende Silva (doutor pela Coppe - UFRJ), não utiliza terra como substrato para as plantas, dispensando, portanto, reforço estrutural nos telhados, de modo que não só reduz-se o custo de instalação, como também garante-se um produto mais prático e seguro. A tecnologia foi testada na comunidade do Arará, em Benfica/RJ - na casa do nosso principal parceiro e idealizador do projeto Teto Verde Favela, Luis Cassiano - e os resultados foram bastante satisfatórios. A temperatura superficial do telhado, quando comparada com a do vizinho, apresentou redução média de 20°C, comprovando a eficácia no isolamento térmico, e consequentemente, a melhora no conforto dentro de casa. Ademais, com o intuito de potencializar o impacto do projeto no que diz respeito ao reaproveitamento de materiais antes descartados, a equipe já testa a possibilidade de substituir uma das camadas da técnica por banners (de PVC ou Vinil). Dessa maneira, o telhado verde tornaria-se não só mais barato, na medida em que haveria uma redução de 60% dos custos totais, como também ainda mais ambientalmente sustentável, na medida em que estaria reaproveitando materiais que, a priori, seriam descartados. 

Ao final, o objetivo é transformar as ilhas de calor em verdadeiras áreas verdes dentro das comunidades, por meio da disseminação do processo de instalação do teto verde bem como pelo empoderamento da população, tornando-a protagonista dessa mudança.

Depoimento

“Logo que soube da iniciativa do Teto Verde em fazer algo na fundação McDonald’s, eu pensei bem e vi que era realmente uma boa causa. E depois de visitar, eu me emocionei e vi que aquilo ali era realmente o caminho para a gente começar a fazer um bom trabalho. Foi muito enriquecedor fazer parte dessa iniciativa junto com o Teto Verde.”

Luis Cassiano Silva, o “Careca”, parceiro do projeto e idealizador do Teto Verde Favela.

Entre em contato com o projeto

Instagram Enactus UFRJ: @enactus_ufrj

Facebook Enactus UFRJ: facebook.com/enactusufrj

E-mail Enactus UFRJ: enactus@poli.ufrj.br 

ODS atingidos pelo Projeto

image2
image3
image4
image5
image6